Segunda, 17 de junho de 2019
83 98826-4620
Polícia

14/06/2019 às 09h45

32

da Redação

João Pessoa / PB

Números de assassinatos continuam em queda na Paraíba em 2019
Secretaria apresentou a redução de índices de criminalidade obtida nos cinco primeiros meses do ano
Números de assassinatos continuam em queda na Paraíba em 2019
Os índices foram apresentados ao governador em reunião no Palácio da Redenção

A Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds) apresentou ao governador João Azevêdo, na tarde desta quinta-feira (13), a redução de índices de criminalidade obtida nos cinco primeiros meses do ano. Em reunião que aconteceu no Palácio da Redenção, em João Pessoa, com a presença de gestores da Polícia Militar, Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar e ainda da Administração Penitenciária, o secretário da Segurança, Jean Nunes, expôs a diminuição no número total de assassinatos (-21%), assassinatos de mulheres (-27%) e feminicídios (-16%) de janeiro a maio de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, e ainda apresentou dados relativos à diminuição de crimes contra o patrimônio, como ataques contra instituições financeiras, roubos a pessoa, em transportes coletivos, contra estabelecimentos comerciais, roubos de carros, entre outros.
 
Na ocasião, o governador João Azevêdo destacou que a redução nos índices de criminalidade mostra que as ações adotadas na Segurança Pública pelo Governo do Estado estão no caminho certo. "Todas as ações que temos adotado estão exatamente na direção daquilo que acreditamos que seja necessário ser feito", afirmou. "Mais uma vez constatamos números importantes, mais uma redução significativa, demonstrando claramente que nós estamos no caminho certo", acrescentou.
 
"A Segurança é - e continuará sendo - uma política de Governo extremamente importante. Vamos até os limites deste Estado para que tenhamos a melhor segurança possível", ressaltou João Azevêdo.
 
O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Jean Nunes, afirmou que a integração realizada pelo Programa Paraíba Unida Pela Paz é um dos fatores que explicam a redução em 20% no número de homicídios. "Isso é fruto de muito trabalho, de muito esforço, de integração, operação conjunta e ação articulada com inteligência, além do envolvimento de outras secretarias", afirmou, lembrando a redução também no número de crimes patrimoniais, devolvendo paz à população.
 
Por sua vez, o delegado-geral de Polícia Civil, Isaías Gualberto, ressaltou que a Paraíba é o único Estado que consegue manter redução em cima de redução. "Isso é muito importante, já que reduzir em cima de um aumento é muito importante. Isso mostra que estamos no caminho certo", completou.
 
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, ressaltou a redução no número de homicídios pelo oitavo ano consecutivo. "É uma queda progressiva e verdadeira da violência na Paraíba. Entramos no oitavo ano consecutivo de redução nos crimes violentos letais e intencionais, redução nos crimes contra o patrimônio. Tudo isso resultado de um trabalho contínuo e progressivo, que envolve valorização e capacitação dos profissionais que integram as forças policiais deste Estado", disse.
 
Dados - Segundo o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Sesds, em relação aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que são os homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, nos cinco primeiros meses do ano foram contabilizados 397 homicídios, contra 502 ocorridos no mesmo período de 2018. Ao todo, são 105 casos a menos, colocando a Paraíba como único estado do país a alcançar sete anos de redução consecutiva na ocorrência de assassinatos, com continuidade durante todos os meses de 2019.
 
Em relação aos crimes contra a vida de mulheres, também houve redução nas ocorrências. De janeiro a maio de 2019 foram contabilizados 30 casos, uma redução de 27% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram registrados 41 crimes com vítimas do sexo feminino. Dentre os CVLI de mulheres ocorridos este ano, 16 se caracterizam como feminicídios, demonstrando também redução de 16% no que se refere aos cinco primeiros meses de 2018, que tiveram 19 ocorrências desse tipo.
 
Redução de ataques a banco – Outro dado de destaque apresentado durante a reunião foi o de redução nas ocorrências contra instituições financeiras. Segundo o Nace, a queda foi de 67%, com 14 ataques de janeiro a maio deste ano e 42 no ano passado, em igual período. Em relação às explosões, a diminuição chegou a 80%, sendo sete casos este ano e 35 de janeiro a maio de 2018.
 
Menos roubos em JP e CG – Os números do relatório da Segurança Pública também apontam menos crimes de roubos em João Pessoa (-35%) e Campina Grande (-25%), as duas maiores cidades do Estado. De forma estratificada, a maior redução na capital paraibana aconteceu nos crimes em transportes coletivos (-45%), seguida por roubo a pessoa (-37%) e contra estabelecimentos comerciais (-4%). Já em Campina Grande, a maior queda foi relativa aos estabelecimentos comerciais (-42%), seguida de roubo em transportes coletivos (-29%), roubos contra residências (-21%) e roubos a pessoa (-19%).
 
Menos veículos roubados e mais recuperados – Os esforços dos órgãos operativos da Segurança Pública contra os roubos e furtos de veículos na Paraíba teve como resultado a diminuição nas ocorrências desse tipo de crime e o aumento na quantidade de bens recuperados. Em todo o Estado, um total de 1.122 veículos foram devolvidos aos seus proprietários de janeiro a maio deste ano, representando 59% dos que foram roubados. Essa prática de crime teve queda em João Pessoa (-2%) e Campina Grande (-26).
 
Prisões de Interesse Estratégico – Com todas as ações desenvolvidas pelas Forças de Segurança, um total de 1.473 prisões de interesse estratégico foram realizadas de janeiro a maio, incluindo suspeitos da prática de assassinatos, roubos e furtos de veículos, outros crimes contra o patrimônio, suspeitos de ataques a banco e pessoas contra as quais havia mandados de prisão em aberto. Desde início de 2019, um total de 8.200 prisões realizadas no Estado, de forma geral.
 
Apreensões de armas e drogas - Dentro dessas ações, se destaca ainda a apreensão de armas de fogo, que na Paraíba teve um aumento de 52% no acumulado de janeiro a maio deste ano em relação ao mesmo período de 2018. Foram 1.659 revólveres, pistolas, espingardas e outros tipos de armamentos retirados das ruas em 2019, contra 1.092.
 
No enfrentamento do tráfico, 223 quilos de drogas foram apreendidos, sendo 177,7 de maconha; 21,5 de crack e 23,7 de cocaína.
 
Bombeiros - De janeiro a maio, foram realizados 1.370 resgates no trânsito, com condução das vítimas para unidades hospitalares, e 52 vítimas de tentativas de homicídio foram socorridas.

FONTE: Secom/PB

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium