Quarta, 20 de março de 2019
83 98826-4620
Paraíba

15/03/2019 às 10h40

28

Editor Chefe

João Pessoa / PB

Projeto 'Refletir' é divulgado na Semana Justiça pela Paz, em João Pessoa
Participam da divulgação promotoras de Justiça e servidoras do MPPB e instituições parceiras.
Projeto 'Refletir' é divulgado na Semana Justiça pela Paz, em João Pessoa

O Centro de Apoio Operacional da Cidadania e Direitos Fundamentais do Ministério Público da Paraíba apresentou o projeto “Refletir”, voltado para homens com processos de violência doméstica, durante a XIII Semana Justiça pela Paz em Casa do Tribunal de Justiça da Paraíba, realizada esta semana. A campanha de divulgação se deu no Fórum de Mangabeira, local onde está sendo realizado o mutirão de audiências de processos da Vara de Violência Doméstica da capital.


De acordo com a coordenadora do CAO, promotora Elaine Pereira Alencar, o objetivo é levar ao conhecimento da população a existência do trabalho de grupos reflexivos de homens envolvidos em contexto de violência contra a mulher realizado pelo Ministério Público. Participam da divulgação promotoras de Justiça e servidoras do MPPB e instituições parceiras.


Além do MPPB, outros várias instituições, como a Secretaria de Estado da Mulher, Secretaria Extraordinária de Mulheres de João Pessoa e Defensoria Pública, divulgaram os programas e ações que executam na luta do enfrentamento à violência doméstica contra a mulher.


 


Projeto


A promotora Elaine Alencar destaca que o projeto Refletir na Promotoria de João Pessoa é realizado em parceria com o Unipê, por intermédio da professora Leda Maia, com grupos de alunos do curso de Psicologia, e pela colaboradora voluntária, a advogada Marília Albernaz. O projeto do MPPB teve início em fevereiro de 2018. Desde então foram realizadas três capacitações, sendo uma dirigida aos promotores de Justiça e duas para formação de facilitadores.


O primeiro grupo reflexivo teve inicio em julho, tendo sido concluídos três grupos, e atualmente, está em desenvolvimento mais dois grupos. Além de João Pessoa, executam o projeto Refletir as Promotorias de Justiça de Campina Grande e Patos. Ao todo são realizadas 10 oficinas com rodas de conversas, apresentações de filmes, realização de dinâmicas e estímulo à reflexão e compartilhamento de experiências, tendo como facilitadoras estudantes de Psicologia do Unipê. Durante os encontros, são discutidas questões de gênero, tipos de violência, a importância do diálogo, entre outros.


A promotora ressalta ainda que o projeto foi estruturado com base na atividade realizada pelo Núcleo de Apoio à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Namvid), do Ministério Público do Rio Grande do Norte.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium